NOSSA MISSÃO

A missão do coletivo ParáCiclo é promover a cultura da bicicleta e da mobilidade ativa enquanto uma organização combativa que respeita a diversidade, e que se propõe a integrar uma frente de geração de dados contínuos sobre o setor, visando promover mudança de paradigmas sociais, principalmente no que se refere à políticas públicas.

@coletivoparaciclo no instagram

Nós do Coletivo ParáCiclo em parceria com o MMIB (Movimento de Mulheres das Ilhas de Belém), estamos arrecadando bicicletas e peças novas e usadas para a criação de um Sistema Comunitário de Bicicletas Compartilhadas na Ilha de Cotijuba, que seja gratuito aos moradores das Ilhas.

Tens bicicleta ou peças paradas em casa? Desapega!

Conheces alguém que tenha e possa nos ajudar ou mora num condomínio de bicicletário cheio de bikes enferrujando? Compartilha!

Bicicleta parada não transforma as cidades! Vamos colocá-las em movimento!
Nós do Coletivo ParáCiclo em parceria com o MMIB (Movimento de Mulheres das Ilhas de Belém), estamos arrecadando bicicletas e peças novas e usadas para a criação de um Sistema Comunitário de Bicicletas Compartilhadas na Ilha de Cotijuba, que seja gratuito aos moradores das Ilhas. Tens bicicleta ou peças paradas em casa? Desapega! Conheces alguém que tenha e possa nos ajudar ou mora num condomínio de bicicletário cheio de bikes enferrujando? Compartilha! Bicicleta parada não transforma as cidades! Vamos colocá-las em movimento!
1 mês atrás
View on Instagram |
1/6
Debater sobre bicicleta, seus benefícios e desafios nos move na direção do futuro, futuro que queremos pra já! Urgentemente. A mitigação de crises no transporte público, emergências climáticas, educação, direito à cidade, saúde. Todas estas pautas são fundamentais para qualificar nossa tarefa enquanto cicloativistas, pesquisadores, bicicleteiros e sonhadores. Se você está cheio de ideias que podem contribuir nestas temáticas, que tal escrever um artigo, montar uma oficina, propor uma roda de conversa? E que tal fazer isto dentro da programação do Bicicultura Belém 2022?! O tema do Bicicultura deste ano é "Pedalar É Preciso. A Amazônia É Necessária".

Se liga no edital e no cronograma de envios dos trabalhos: 
Período de envio: 11 de abril a 01 de maio de 2022;
Análise das Inscrições: 02 a 15 de maio de 2022;
Divulgação dos resultados da Seleção: 16/05/2022
Confirmação de participação dos selecionados: 18 a 24/05/2022
Repescagem de trabalhos: 19 a 26/05/2022
Publicação dos resultados da confirmação de participantes: 30/05/2022.
Mais informações pelo link da Bio.
Debater sobre bicicleta, seus benefícios e desafios nos move na direção do futuro, futuro que queremos pra já! Urgentemente. A mitigação de crises no transporte público, emergências climáticas, educação, direito à cidade, saúde. Todas estas pautas são fundamentais para qualificar nossa tarefa enquanto cicloativistas, pesquisadores, bicicleteiros e sonhadores. Se você está cheio de ideias que podem contribuir nestas temáticas, que tal escrever um artigo, montar uma oficina, propor uma roda de conversa? E que tal fazer isto dentro da programação do Bicicultura Belém 2022?! O tema do Bicicultura deste ano é "Pedalar É Preciso. A Amazônia É Necessária".

Se liga no edital e no cronograma de envios dos trabalhos: 
Período de envio: 11 de abril a 01 de maio de 2022;
Análise das Inscrições: 02 a 15 de maio de 2022;
Divulgação dos resultados da Seleção: 16/05/2022
Confirmação de participação dos selecionados: 18 a 24/05/2022
Repescagem de trabalhos: 19 a 26/05/2022
Publicação dos resultados da confirmação de participantes: 30/05/2022.
Mais informações pelo link da Bio.
Debater sobre bicicleta, seus benefícios e desafios nos move na direção do futuro, futuro que queremos pra já! Urgentemente. A mitigação de crises no transporte público, emergências climáticas, educação, direito à cidade, saúde. Todas estas pautas são fundamentais para qualificar nossa tarefa enquanto cicloativistas, pesquisadores, bicicleteiros e sonhadores. Se você está cheio de ideias que podem contribuir nestas temáticas, que tal escrever um artigo, montar uma oficina, propor uma roda de conversa? E que tal fazer isto dentro da programação do Bicicultura Belém 2022?! O tema do Bicicultura deste ano é "Pedalar É Preciso. A Amazônia É Necessária".

Se liga no edital e no cronograma de envios dos trabalhos: 
Período de envio: 11 de abril a 01 de maio de 2022;
Análise das Inscrições: 02 a 15 de maio de 2022;
Divulgação dos resultados da Seleção: 16/05/2022
Confirmação de participação dos selecionados: 18 a 24/05/2022
Repescagem de trabalhos: 19 a 26/05/2022
Publicação dos resultados da confirmação de participantes: 30/05/2022.
Mais informações pelo link da Bio.
Debater sobre bicicleta, seus benefícios e desafios nos move na direção do futuro, futuro que queremos pra já! Urgentemente. A mitigação de crises no transporte público, emergências climáticas, educação, direito à cidade, saúde. Todas estas pautas são fundamentais para qualificar nossa tarefa enquanto cicloativistas, pesquisadores, bicicleteiros e sonhadores. Se você está cheio de ideias que podem contribuir nestas temáticas, que tal escrever um artigo, montar uma oficina, propor uma roda de conversa? E que tal fazer isto dentro da programação do Bicicultura Belém 2022?! O tema do Bicicultura deste ano é "Pedalar É Preciso. A Amazônia É Necessária".

Se liga no edital e no cronograma de envios dos trabalhos: 
Período de envio: 11 de abril a 01 de maio de 2022;
Análise das Inscrições: 02 a 15 de maio de 2022;
Divulgação dos resultados da Seleção: 16/05/2022
Confirmação de participação dos selecionados: 18 a 24/05/2022
Repescagem de trabalhos: 19 a 26/05/2022
Publicação dos resultados da confirmação de participantes: 30/05/2022.
Mais informações pelo link da Bio.
Debater sobre bicicleta, seus benefícios e desafios nos move na direção do futuro, futuro que queremos pra já! Urgentemente. A mitigação de crises no transporte público, emergências climáticas, educação, direito à cidade, saúde. Todas estas pautas são fundamentais para qualificar nossa tarefa enquanto cicloativistas, pesquisadores, bicicleteiros e sonhadores. Se você está cheio de ideias que podem contribuir nestas temáticas, que tal escrever um artigo, montar uma oficina, propor uma roda de conversa? E que tal fazer isto dentro da programação do Bicicultura Belém 2022?! O tema do Bicicultura deste ano é "Pedalar É Preciso. A Amazônia É Necessária".

Se liga no edital e no cronograma de envios dos trabalhos: 
Período de envio: 11 de abril a 01 de maio de 2022;
Análise das Inscrições: 02 a 15 de maio de 2022;
Divulgação dos resultados da Seleção: 16/05/2022
Confirmação de participação dos selecionados: 18 a 24/05/2022
Repescagem de trabalhos: 19 a 26/05/2022
Publicação dos resultados da confirmação de participantes: 30/05/2022.
Mais informações pelo link da Bio.
Debater sobre bicicleta, seus benefícios e desafios nos move na direção do futuro, futuro que queremos pra já! Urgentemente. A mitigação de crises no transporte público, emergências climáticas, educação, direito à cidade, saúde. Todas estas pautas são fundamentais para qualificar nossa tarefa enquanto cicloativistas, pesquisadores, bicicleteiros e sonhadores. Se você está cheio de ideias que podem contribuir nestas temáticas, que tal escrever um artigo, montar uma oficina, propor uma roda de conversa? E que tal fazer isto dentro da programação do Bicicultura Belém 2022?! O tema do Bicicultura deste ano é "Pedalar É Preciso. A Amazônia É Necessária".

Se liga no edital e no cronograma de envios dos trabalhos: 
Período de envio: 11 de abril a 01 de maio de 2022;
Análise das Inscrições: 02 a 15 de maio de 2022;
Divulgação dos resultados da Seleção: 16/05/2022
Confirmação de participação dos selecionados: 18 a 24/05/2022
Repescagem de trabalhos: 19 a 26/05/2022
Publicação dos resultados da confirmação de participantes: 30/05/2022.
Mais informações pelo link da Bio.
Debater sobre bicicleta, seus benefícios e desafios nos move na direção do futuro, futuro que queremos pra já! Urgentemente. A mitigação de crises no transporte público, emergências climáticas, educação, direito à cidade, saúde. Todas estas pautas são fundamentais para qualificar nossa tarefa enquanto cicloativistas, pesquisadores, bicicleteiros e sonhadores. Se você está cheio de ideias que podem contribuir nestas temáticas, que tal escrever um artigo, montar uma oficina, propor uma roda de conversa? E que tal fazer isto dentro da programação do Bicicultura Belém 2022?! O tema do Bicicultura deste ano é "Pedalar É Preciso. A Amazônia É Necessária".

Se liga no edital e no cronograma de envios dos trabalhos: 
Período de envio: 11 de abril a 01 de maio de 2022;
Análise das Inscrições: 02 a 15 de maio de 2022;
Divulgação dos resultados da Seleção: 16/05/2022
Confirmação de participação dos selecionados: 18 a 24/05/2022
Repescagem de trabalhos: 19 a 26/05/2022
Publicação dos resultados da confirmação de participantes: 30/05/2022.
Mais informações pelo link da Bio.
Debater sobre bicicleta, seus benefícios e desafios nos move na direção do futuro, futuro que queremos pra já! Urgentemente. A mitigação de crises no transporte público, emergências climáticas, educação, direito à cidade, saúde. Todas estas pautas são fundamentais para qualificar nossa tarefa enquanto cicloativistas, pesquisadores, bicicleteiros e sonhadores. Se você está cheio de ideias que podem contribuir nestas temáticas, que tal escrever um artigo, montar uma oficina, propor uma roda de conversa? E que tal fazer isto dentro da programação do Bicicultura Belém 2022?! O tema do Bicicultura deste ano é "Pedalar É Preciso. A Amazônia É Necessária".

Se liga no edital e no cronograma de envios dos trabalhos: 
Período de envio: 11 de abril a 01 de maio de 2022;
Análise das Inscrições: 02 a 15 de maio de 2022;
Divulgação dos resultados da Seleção: 16/05/2022
Confirmação de participação dos selecionados: 18 a 24/05/2022
Repescagem de trabalhos: 19 a 26/05/2022
Publicação dos resultados da confirmação de participantes: 30/05/2022.
Mais informações pelo link da Bio.
Debater sobre bicicleta, seus benefícios e desafios nos move na direção do futuro, futuro que queremos pra já! Urgentemente. A mitigação de crises no transporte público, emergências climáticas, educação, direito à cidade, saúde. Todas estas pautas são fundamentais para qualificar nossa tarefa enquanto cicloativistas, pesquisadores, bicicleteiros e sonhadores. Se você está cheio de ideias que podem contribuir nestas temáticas, que tal escrever um artigo, montar uma oficina, propor uma roda de conversa? E que tal fazer isto dentro da programação do Bicicultura Belém 2022?! O tema do Bicicultura deste ano é "Pedalar É Preciso. A Amazônia É Necessária".

Se liga no edital e no cronograma de envios dos trabalhos: 
Período de envio: 11 de abril a 01 de maio de 2022;
Análise das Inscrições: 02 a 15 de maio de 2022;
Divulgação dos resultados da Seleção: 16/05/2022
Confirmação de participação dos selecionados: 18 a 24/05/2022
Repescagem de trabalhos: 19 a 26/05/2022
Publicação dos resultados da confirmação de participantes: 30/05/2022.
Mais informações pelo link da Bio.
Debater sobre bicicleta, seus benefícios e desafios nos move na direção do futuro, futuro que queremos pra já! Urgentemente. A mitigação de crises no transporte público, emergências climáticas, educação, direito à cidade, saúde. Todas estas pautas são fundamentais para qualificar nossa tarefa enquanto cicloativistas, pesquisadores, bicicleteiros e sonhadores. Se você está cheio de ideias que podem contribuir nestas temáticas, que tal escrever um artigo, montar uma oficina, propor uma roda de conversa? E que tal fazer isto dentro da programação do Bicicultura Belém 2022?! O tema do Bicicultura deste ano é "Pedalar É Preciso. A Amazônia É Necessária".

Se liga no edital e no cronograma de envios dos trabalhos: 
Período de envio: 11 de abril a 01 de maio de 2022;
Análise das Inscrições: 02 a 15 de maio de 2022;
Divulgação dos resultados da Seleção: 16/05/2022
Confirmação de participação dos selecionados: 18 a 24/05/2022
Repescagem de trabalhos: 19 a 26/05/2022
Publicação dos resultados da confirmação de participantes: 30/05/2022.
Mais informações pelo link da Bio.
Debater sobre bicicleta, seus benefícios e desafios nos move na direção do futuro, futuro que queremos pra já! Urgentemente. A mitigação de crises no transporte público, emergências climáticas, educação, direito à cidade, saúde. Todas estas pautas são fundamentais para qualificar nossa tarefa enquanto cicloativistas, pesquisadores, bicicleteiros e sonhadores. Se você está cheio de ideias que podem contribuir nestas temáticas, que tal escrever um artigo, montar uma oficina, propor uma roda de conversa? E que tal fazer isto dentro da programação do Bicicultura Belém 2022?! O tema do Bicicultura deste ano é "Pedalar É Preciso. A Amazônia É Necessária". Se liga no edital e no cronograma de envios dos trabalhos: Período de envio: 11 de abril a 01 de maio de 2022; Análise das Inscrições: 02 a 15 de maio de 2022; Divulgação dos resultados da Seleção: 16/05/2022 Confirmação de participação dos selecionados: 18 a 24/05/2022 Repescagem de trabalhos: 19 a 26/05/2022 Publicação dos resultados da confirmação de participantes: 30/05/2022. Mais informações pelo link da Bio.
1 mês atrás
View on Instagram |
2/6
#Repost @ciclocidade 
• • • • • •
Não há migração de modo de transporte se a oferta de infraestrutura não chega a todas as pessoas com objetivos bem definidos e formas de monitoramento adequadas – algo que acontece, por exemplo, em Londres e Nova York. 

As duas cidades fizeram parte da nossa pesquisa “Como grandes cidades do mundo monitoram o aumento de viagens em bicicleta?” e possuem eficientes formas de mensurar o aumento de viagens por bicicleta, além de indicadores e metas relacionadas à população residente próxima à malha cicloviária. 

Em São Paulo, apesar de não termos esses dados oficiais, seria possível fazer a mensuração a partir de dados do Censo e da implantação de infraestrutura.

O material completo, que contou com apoio do Instituto Clima e Sociedade (iCS), será lançado no próximo dia 30. Salve na agenda!

#mobilidadeativa #mobilidadeurbana #cidadesparapessoas #direitoacidade
#Repost @ciclocidade 
• • • • • •
Não há migração de modo de transporte se a oferta de infraestrutura não chega a todas as pessoas com objetivos bem definidos e formas de monitoramento adequadas – algo que acontece, por exemplo, em Londres e Nova York. 

As duas cidades fizeram parte da nossa pesquisa “Como grandes cidades do mundo monitoram o aumento de viagens em bicicleta?” e possuem eficientes formas de mensurar o aumento de viagens por bicicleta, além de indicadores e metas relacionadas à população residente próxima à malha cicloviária. 

Em São Paulo, apesar de não termos esses dados oficiais, seria possível fazer a mensuração a partir de dados do Censo e da implantação de infraestrutura.

O material completo, que contou com apoio do Instituto Clima e Sociedade (iCS), será lançado no próximo dia 30. Salve na agenda!

#mobilidadeativa #mobilidadeurbana #cidadesparapessoas #direitoacidade
#Repost @ciclocidade 
• • • • • •
Não há migração de modo de transporte se a oferta de infraestrutura não chega a todas as pessoas com objetivos bem definidos e formas de monitoramento adequadas – algo que acontece, por exemplo, em Londres e Nova York. 

As duas cidades fizeram parte da nossa pesquisa “Como grandes cidades do mundo monitoram o aumento de viagens em bicicleta?” e possuem eficientes formas de mensurar o aumento de viagens por bicicleta, além de indicadores e metas relacionadas à população residente próxima à malha cicloviária. 

Em São Paulo, apesar de não termos esses dados oficiais, seria possível fazer a mensuração a partir de dados do Censo e da implantação de infraestrutura.

O material completo, que contou com apoio do Instituto Clima e Sociedade (iCS), será lançado no próximo dia 30. Salve na agenda!

#mobilidadeativa #mobilidadeurbana #cidadesparapessoas #direitoacidade
#Repost @ciclocidade 
• • • • • •
Não há migração de modo de transporte se a oferta de infraestrutura não chega a todas as pessoas com objetivos bem definidos e formas de monitoramento adequadas – algo que acontece, por exemplo, em Londres e Nova York. 

As duas cidades fizeram parte da nossa pesquisa “Como grandes cidades do mundo monitoram o aumento de viagens em bicicleta?” e possuem eficientes formas de mensurar o aumento de viagens por bicicleta, além de indicadores e metas relacionadas à população residente próxima à malha cicloviária. 

Em São Paulo, apesar de não termos esses dados oficiais, seria possível fazer a mensuração a partir de dados do Censo e da implantação de infraestrutura.

O material completo, que contou com apoio do Instituto Clima e Sociedade (iCS), será lançado no próximo dia 30. Salve na agenda!

#mobilidadeativa #mobilidadeurbana #cidadesparapessoas #direitoacidade
#Repost @ciclocidade 
• • • • • •
Não há migração de modo de transporte se a oferta de infraestrutura não chega a todas as pessoas com objetivos bem definidos e formas de monitoramento adequadas – algo que acontece, por exemplo, em Londres e Nova York. 

As duas cidades fizeram parte da nossa pesquisa “Como grandes cidades do mundo monitoram o aumento de viagens em bicicleta?” e possuem eficientes formas de mensurar o aumento de viagens por bicicleta, além de indicadores e metas relacionadas à população residente próxima à malha cicloviária. 

Em São Paulo, apesar de não termos esses dados oficiais, seria possível fazer a mensuração a partir de dados do Censo e da implantação de infraestrutura.

O material completo, que contou com apoio do Instituto Clima e Sociedade (iCS), será lançado no próximo dia 30. Salve na agenda!

#mobilidadeativa #mobilidadeurbana #cidadesparapessoas #direitoacidade
#Repost @ciclocidade 
• • • • • •
Não há migração de modo de transporte se a oferta de infraestrutura não chega a todas as pessoas com objetivos bem definidos e formas de monitoramento adequadas – algo que acontece, por exemplo, em Londres e Nova York. 

As duas cidades fizeram parte da nossa pesquisa “Como grandes cidades do mundo monitoram o aumento de viagens em bicicleta?” e possuem eficientes formas de mensurar o aumento de viagens por bicicleta, além de indicadores e metas relacionadas à população residente próxima à malha cicloviária. 

Em São Paulo, apesar de não termos esses dados oficiais, seria possível fazer a mensuração a partir de dados do Censo e da implantação de infraestrutura.

O material completo, que contou com apoio do Instituto Clima e Sociedade (iCS), será lançado no próximo dia 30. Salve na agenda!

#mobilidadeativa #mobilidadeurbana #cidadesparapessoas #direitoacidade
#Repost @ciclocidade 
• • • • • •
Não há migração de modo de transporte se a oferta de infraestrutura não chega a todas as pessoas com objetivos bem definidos e formas de monitoramento adequadas – algo que acontece, por exemplo, em Londres e Nova York. 

As duas cidades fizeram parte da nossa pesquisa “Como grandes cidades do mundo monitoram o aumento de viagens em bicicleta?” e possuem eficientes formas de mensurar o aumento de viagens por bicicleta, além de indicadores e metas relacionadas à população residente próxima à malha cicloviária. 

Em São Paulo, apesar de não termos esses dados oficiais, seria possível fazer a mensuração a partir de dados do Censo e da implantação de infraestrutura.

O material completo, que contou com apoio do Instituto Clima e Sociedade (iCS), será lançado no próximo dia 30. Salve na agenda!

#mobilidadeativa #mobilidadeurbana #cidadesparapessoas #direitoacidade
#Repost @ciclocidade • • • • • • Não há migração de modo de transporte se a oferta de infraestrutura não chega a todas as pessoas com objetivos bem definidos e formas de monitoramento adequadas – algo que acontece, por exemplo, em Londres e Nova York. As duas cidades fizeram parte da nossa pesquisa “Como grandes cidades do mundo monitoram o aumento de viagens em bicicleta?” e possuem eficientes formas de mensurar o aumento de viagens por bicicleta, além de indicadores e metas relacionadas à população residente próxima à malha cicloviária. Em São Paulo, apesar de não termos esses dados oficiais, seria possível fazer a mensuração a partir de dados do Censo e da implantação de infraestrutura. O material completo, que contou com apoio do Instituto Clima e Sociedade (iCS), será lançado no próximo dia 30. Salve na agenda! #mobilidadeativa #mobilidadeurbana #cidadesparapessoas #direitoacidade
2 meses atrás
View on Instagram |
3/6
Tens alguma bicicleta para doar pra gente?
Estamos arrecadando bicicletas para a criação de um Sistema público e comunitário de bicicletas compartilhadas, com uma pitada de intervenção artística. 
Em breve traremos mais detalhes.
Tens como ajudar? Entra em contato pelas nossas redes sociais ou manda um ZAP ou liga para 98418-2322.
Tens alguma bicicleta para doar pra gente? Estamos arrecadando bicicletas para a criação de um Sistema público e comunitário de bicicletas compartilhadas, com uma pitada de intervenção artística. Em breve traremos mais detalhes. Tens como ajudar? Entra em contato pelas nossas redes sociais ou manda um ZAP ou liga para 98418-2322.
2 meses atrás
View on Instagram |
4/6
#Repost @uniaodeciclistas 
• • • • • •
✨ WEBINAR GT-GÊNERO UCB, DIA 29 DE MARÇO!

Como tradição, teremos nosso encontro no mês de Março para debater e refletir sobre o espaço das mulheres na cidade, trazendo pautas feministas e convidadas essenciais para a troca.

Nesse encontro teremos a mediação de Luise Reis, coordenadora do GT Gênero e vice-presidenta da comissão de Direito, Diversidade Sexual e Gênero da OAB Bahia. O tema será: Saúde mental das diferentes mulheres que se deslocam diariamente pelas cidades brasileiras.

Nosso encontro está marcado, marquem no calendário!

📅 Quando? Dia 29.03 (TERÇA-FEIRA)

🕖 Horário? Às 19:00

📍 Onde? No YouTube da UCB (https://bit.ly/gtgenero2022)

As convidadas são:

◾ Alessandra Almeida - Psicóloga, especialista em Psicologia de Trânsito e Saúde Coletiva. Mestra em Estudos de Gênero, Mulheres e Feminismos - PPGneim/UFBA. Vice Presidenta da Associação Brasileira de Psicologia no Trânsito - ABRAPSIT/BA. Membra do OBMOBSSA.

◾ Ruth Costa - Mulher negra, periférica, Técnica em segurança do Trabalho, Diretora presidenta da União de Ciclistas do Brasil, voluntária da rede Bike Anjo, integrante do @coletivoparaciclo e uma das idealizadoras do projeto @pedalamanaa e projeto Perifa na Pista que tem o objetivo de fortalecer o uso da bicicleta em territórios periféricos e de baixa renda, fotociclista e atualmente trabalhando pela mobilidade sustentável.

(continuação nos comentários!)

#UCB #webinar #gtgeneroUCB #mulheres #feminismo
#Repost @uniaodeciclistas 
• • • • • •
✨ WEBINAR GT-GÊNERO UCB, DIA 29 DE MARÇO!

Como tradição, teremos nosso encontro no mês de Março para debater e refletir sobre o espaço das mulheres na cidade, trazendo pautas feministas e convidadas essenciais para a troca.

Nesse encontro teremos a mediação de Luise Reis, coordenadora do GT Gênero e vice-presidenta da comissão de Direito, Diversidade Sexual e Gênero da OAB Bahia. O tema será: Saúde mental das diferentes mulheres que se deslocam diariamente pelas cidades brasileiras.

Nosso encontro está marcado, marquem no calendário!

📅 Quando? Dia 29.03 (TERÇA-FEIRA)

🕖 Horário? Às 19:00

📍 Onde? No YouTube da UCB (https://bit.ly/gtgenero2022)

As convidadas são:

◾ Alessandra Almeida - Psicóloga, especialista em Psicologia de Trânsito e Saúde Coletiva. Mestra em Estudos de Gênero, Mulheres e Feminismos - PPGneim/UFBA. Vice Presidenta da Associação Brasileira de Psicologia no Trânsito - ABRAPSIT/BA. Membra do OBMOBSSA.

◾ Ruth Costa - Mulher negra, periférica, Técnica em segurança do Trabalho, Diretora presidenta da União de Ciclistas do Brasil, voluntária da rede Bike Anjo, integrante do @coletivoparaciclo e uma das idealizadoras do projeto @pedalamanaa e projeto Perifa na Pista que tem o objetivo de fortalecer o uso da bicicleta em territórios periféricos e de baixa renda, fotociclista e atualmente trabalhando pela mobilidade sustentável.

(continuação nos comentários!)

#UCB #webinar #gtgeneroUCB #mulheres #feminismo
#Repost @uniaodeciclistas 
• • • • • •
✨ WEBINAR GT-GÊNERO UCB, DIA 29 DE MARÇO!

Como tradição, teremos nosso encontro no mês de Março para debater e refletir sobre o espaço das mulheres na cidade, trazendo pautas feministas e convidadas essenciais para a troca.

Nesse encontro teremos a mediação de Luise Reis, coordenadora do GT Gênero e vice-presidenta da comissão de Direito, Diversidade Sexual e Gênero da OAB Bahia. O tema será: Saúde mental das diferentes mulheres que se deslocam diariamente pelas cidades brasileiras.

Nosso encontro está marcado, marquem no calendário!

📅 Quando? Dia 29.03 (TERÇA-FEIRA)

🕖 Horário? Às 19:00

📍 Onde? No YouTube da UCB (https://bit.ly/gtgenero2022)

As convidadas são:

◾ Alessandra Almeida - Psicóloga, especialista em Psicologia de Trânsito e Saúde Coletiva. Mestra em Estudos de Gênero, Mulheres e Feminismos - PPGneim/UFBA. Vice Presidenta da Associação Brasileira de Psicologia no Trânsito - ABRAPSIT/BA. Membra do OBMOBSSA.

◾ Ruth Costa - Mulher negra, periférica, Técnica em segurança do Trabalho, Diretora presidenta da União de Ciclistas do Brasil, voluntária da rede Bike Anjo, integrante do @coletivoparaciclo e uma das idealizadoras do projeto @pedalamanaa e projeto Perifa na Pista que tem o objetivo de fortalecer o uso da bicicleta em territórios periféricos e de baixa renda, fotociclista e atualmente trabalhando pela mobilidade sustentável.

(continuação nos comentários!)

#UCB #webinar #gtgeneroUCB #mulheres #feminismo
#Repost @uniaodeciclistas 
• • • • • •
✨ WEBINAR GT-GÊNERO UCB, DIA 29 DE MARÇO!

Como tradição, teremos nosso encontro no mês de Março para debater e refletir sobre o espaço das mulheres na cidade, trazendo pautas feministas e convidadas essenciais para a troca.

Nesse encontro teremos a mediação de Luise Reis, coordenadora do GT Gênero e vice-presidenta da comissão de Direito, Diversidade Sexual e Gênero da OAB Bahia. O tema será: Saúde mental das diferentes mulheres que se deslocam diariamente pelas cidades brasileiras.

Nosso encontro está marcado, marquem no calendário!

📅 Quando? Dia 29.03 (TERÇA-FEIRA)

🕖 Horário? Às 19:00

📍 Onde? No YouTube da UCB (https://bit.ly/gtgenero2022)

As convidadas são:

◾ Alessandra Almeida - Psicóloga, especialista em Psicologia de Trânsito e Saúde Coletiva. Mestra em Estudos de Gênero, Mulheres e Feminismos - PPGneim/UFBA. Vice Presidenta da Associação Brasileira de Psicologia no Trânsito - ABRAPSIT/BA. Membra do OBMOBSSA.

◾ Ruth Costa - Mulher negra, periférica, Técnica em segurança do Trabalho, Diretora presidenta da União de Ciclistas do Brasil, voluntária da rede Bike Anjo, integrante do @coletivoparaciclo e uma das idealizadoras do projeto @pedalamanaa e projeto Perifa na Pista que tem o objetivo de fortalecer o uso da bicicleta em territórios periféricos e de baixa renda, fotociclista e atualmente trabalhando pela mobilidade sustentável.

(continuação nos comentários!)

#UCB #webinar #gtgeneroUCB #mulheres #feminismo
#Repost @uniaodeciclistas 
• • • • • •
✨ WEBINAR GT-GÊNERO UCB, DIA 29 DE MARÇO!

Como tradição, teremos nosso encontro no mês de Março para debater e refletir sobre o espaço das mulheres na cidade, trazendo pautas feministas e convidadas essenciais para a troca.

Nesse encontro teremos a mediação de Luise Reis, coordenadora do GT Gênero e vice-presidenta da comissão de Direito, Diversidade Sexual e Gênero da OAB Bahia. O tema será: Saúde mental das diferentes mulheres que se deslocam diariamente pelas cidades brasileiras.

Nosso encontro está marcado, marquem no calendário!

📅 Quando? Dia 29.03 (TERÇA-FEIRA)

🕖 Horário? Às 19:00

📍 Onde? No YouTube da UCB (https://bit.ly/gtgenero2022)

As convidadas são:

◾ Alessandra Almeida - Psicóloga, especialista em Psicologia de Trânsito e Saúde Coletiva. Mestra em Estudos de Gênero, Mulheres e Feminismos - PPGneim/UFBA. Vice Presidenta da Associação Brasileira de Psicologia no Trânsito - ABRAPSIT/BA. Membra do OBMOBSSA.

◾ Ruth Costa - Mulher negra, periférica, Técnica em segurança do Trabalho, Diretora presidenta da União de Ciclistas do Brasil, voluntária da rede Bike Anjo, integrante do @coletivoparaciclo e uma das idealizadoras do projeto @pedalamanaa e projeto Perifa na Pista que tem o objetivo de fortalecer o uso da bicicleta em territórios periféricos e de baixa renda, fotociclista e atualmente trabalhando pela mobilidade sustentável.

(continuação nos comentários!)

#UCB #webinar #gtgeneroUCB #mulheres #feminismo
#Repost @uniaodeciclistas 
• • • • • •
✨ WEBINAR GT-GÊNERO UCB, DIA 29 DE MARÇO!

Como tradição, teremos nosso encontro no mês de Março para debater e refletir sobre o espaço das mulheres na cidade, trazendo pautas feministas e convidadas essenciais para a troca.

Nesse encontro teremos a mediação de Luise Reis, coordenadora do GT Gênero e vice-presidenta da comissão de Direito, Diversidade Sexual e Gênero da OAB Bahia. O tema será: Saúde mental das diferentes mulheres que se deslocam diariamente pelas cidades brasileiras.

Nosso encontro está marcado, marquem no calendário!

📅 Quando? Dia 29.03 (TERÇA-FEIRA)

🕖 Horário? Às 19:00

📍 Onde? No YouTube da UCB (https://bit.ly/gtgenero2022)

As convidadas são:

◾ Alessandra Almeida - Psicóloga, especialista em Psicologia de Trânsito e Saúde Coletiva. Mestra em Estudos de Gênero, Mulheres e Feminismos - PPGneim/UFBA. Vice Presidenta da Associação Brasileira de Psicologia no Trânsito - ABRAPSIT/BA. Membra do OBMOBSSA.

◾ Ruth Costa - Mulher negra, periférica, Técnica em segurança do Trabalho, Diretora presidenta da União de Ciclistas do Brasil, voluntária da rede Bike Anjo, integrante do @coletivoparaciclo e uma das idealizadoras do projeto @pedalamanaa e projeto Perifa na Pista que tem o objetivo de fortalecer o uso da bicicleta em territórios periféricos e de baixa renda, fotociclista e atualmente trabalhando pela mobilidade sustentável.

(continuação nos comentários!)

#UCB #webinar #gtgeneroUCB #mulheres #feminismo
#Repost @uniaodeciclistas • • • • • • ✨ WEBINAR GT-GÊNERO UCB, DIA 29 DE MARÇO! Como tradição, teremos nosso encontro no mês de Março para debater e refletir sobre o espaço das mulheres na cidade, trazendo pautas feministas e convidadas essenciais para a troca. Nesse encontro teremos a mediação de Luise Reis, coordenadora do GT Gênero e vice-presidenta da comissão de Direito, Diversidade Sexual e Gênero da OAB Bahia. O tema será: Saúde mental das diferentes mulheres que se deslocam diariamente pelas cidades brasileiras. Nosso encontro está marcado, marquem no calendário! 📅 Quando? Dia 29.03 (TERÇA-FEIRA) 🕖 Horário? Às 19:00 📍 Onde? No YouTube da UCB (https://bit.ly/gtgenero2022) As convidadas são: ◾ Alessandra Almeida - Psicóloga, especialista em Psicologia de Trânsito e Saúde Coletiva. Mestra em Estudos de Gênero, Mulheres e Feminismos - PPGneim/UFBA. Vice Presidenta da Associação Brasileira de Psicologia no Trânsito - ABRAPSIT/BA. Membra do OBMOBSSA. ◾ Ruth Costa - Mulher negra, periférica, Técnica em segurança do Trabalho, Diretora presidenta da União de Ciclistas do Brasil, voluntária da rede Bike Anjo, integrante do @coletivoparaciclo e uma das idealizadoras do projeto @pedalamanaa e projeto Perifa na Pista que tem o objetivo de fortalecer o uso da bicicleta em territórios periféricos e de baixa renda, fotociclista e atualmente trabalhando pela mobilidade sustentável. (continuação nos comentários!) #UCB #webinar #gtgeneroUCB #mulheres #feminismo
2 meses atrás
View on Instagram |
5/6
O aumento na tarifa do transporte público de Belém traz de volta a velha e infeliz falácia que o reajuste melhora a qualidade do serviço prestado, no pior contexto social do país esta notícia causa indignação na população e impõe malabarismos para fechar a conta das famílias assalariadas. Os relatos de ônibus sujos e sucateados, frota reduzida, tempo longo pela espera pelo coletivo, serviço de integração insuficiente... todos estes fatores aliados a falta de políticas alternativas para o problema do transporte público em Belém revelam o quanto ainda estamos longe de uma transformação social que não seja pautada pelo lucro, precisamos pautar acessibilidade como princípio da mudança social, e com valor elevado da tarifa, a população assalariada ficará confinada em seus bairros distantes, sem acesso a bens culturais e sem o direito à cidade, a serviços. Hoje o conselho municipal de transporte e reuniu aprovou o valor de R$ 5,00 (cinco reais) para a tarifa, este valor compromete 22% do salário mínimo, a lei orgânica do município determina que o valor da passagem seja condizente com o poder aquisitivo da população. Esperamos que o prefeito @edmilsonpsol aprove o valor justo; esperamos também a abertura de novas ciclovias, ciclofaixas e ciclorrotas para reduzir a pressão no transporte público e oferecer alternativa para o deslocamento por bicicletas.
O aumento na tarifa do transporte público de Belém traz de volta a velha e infeliz falácia que o reajuste melhora a qualidade do serviço prestado, no pior contexto social do país esta notícia causa indignação na população e impõe malabarismos para fechar a conta das famílias assalariadas. Os relatos de ônibus sujos e sucateados, frota reduzida, tempo longo pela espera pelo coletivo, serviço de integração insuficiente... todos estes fatores aliados a falta de políticas alternativas para o problema do transporte público em Belém revelam o quanto ainda estamos longe de uma transformação social que não seja pautada pelo lucro, precisamos pautar acessibilidade como princípio da mudança social, e com valor elevado da tarifa, a população assalariada ficará confinada em seus bairros distantes, sem acesso a bens culturais e sem o direito à cidade, a serviços. Hoje o conselho municipal de transporte e reuniu aprovou o valor de R$ 5,00 (cinco reais) para a tarifa, este valor compromete 22% do salário mínimo, a lei orgânica do município determina que o valor da passagem seja condizente com o poder aquisitivo da população. Esperamos que o prefeito @edmilsonpsol aprove o valor justo; esperamos também a abertura de novas ciclovias, ciclofaixas e ciclorrotas para reduzir a pressão no transporte público e oferecer alternativa para o deslocamento por bicicletas.
2 meses atrás
View on Instagram |
6/6

Pedale! E compartilhe uma Feliz Cidade!